InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe
 

 GRÃ- BRETANHA

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 28 Jul 2014 - 21:10

Era visível para Jhaeson que a garota estava no estagio mais inicial da transformação, este era um momento delicado e bastante difícil, mas estava surpreso que ela esta se controlando bem.
Ele a vi começar a responder e depois parou, vacilou por um instante, a duvida brotou nela, ele já esperava por isso.

Ele logo emendou dizendo. ―  Ser um lobisomem é mais que controlar o seu lado fera, você ganha poderes mais também ganha fraquezas e responsabilidades, antes você não sabia porque era uma humana mais do lado de que agora, as coisas serão diferentes.

O olhar de Jhaeson era observador, diferente de Lucian, ele sabia ver por trás das situações e pensar tanto na possibilidade positiva e negativa, e diante das duas ponderar a mais acertada. Ela falou que não iria  caçar agora, mas é depois, como seria um lobisomem caçando os de sua espécie.

― Esta raiva que esta sentindo é algo natural, não é apenas por causa de ser um lobisomem, mas porque aquilo que se controla como humano se intensifica quando se é lobisomem, esta raiva você  já sentia, mas apenas conseguia controlar, mas agora você precisa de algo mais para prender este sentimento.  As consequências disso é que você ira matar discriminadamente sem pensar, quando a fera interior lhe dominar, ao se dar conta, estará coberta de sangue é de culpa por ter feito isso.

As palavras eram doloridas como ele mesmo carregasse tal peço, mais seus olhos não vacilaram. Ela perguntou dela, se existia outros é dando por certo sua ajuda, mais não era assim que as coisas eram a sorte dela encontrar com ele talvez tenha sido seu pior engano.

― Você não precisa saber de mim ou se existem outros, você precisa se preocupar com você mesma! Não sei se quero lhe entende-la, se fosse outro já teria lhe arrancado a cabeça, sua mentalidade ainda e de caçadora, acredita que poderá caçar melhor usando as habilidades de lobo? —Sorriu sem qualquer emoção em sua face.

As ruas começavam a s movimentar, de pedestres e automóveis, com seus faróis iluminando e lançando luzes amarelas no rosto de Jhaeson revelando uma postura melancólica e firme ao mesmo tempo;

―  Se acredita nisso. Desista! Você esta agora na mira dos caçadores, se lutar contra os lobos você morre, ser um Omega é uma batalha difícil onde poucos sobrevivem, se quer tentar ir por este caminho posso acabar com isso aqui é agora, disse que poderia ajudar não que iria, é preciso esta preparada para as consequências. Um lobisomem sem bando é fraco, a força esta em seu grupo, acho que você nunca sentiu ou teve isso... Por isso talvez não entenda.

Ele parecia esta se vendo em algum momento, como se seu próprio passado se refletisse parcialmente na historia daquela garota, ele sentia com toda suas forças que ela poderia ser um problema, num futuro não tão distante, mas esta compelido ajudar por lembrar que se não tivesse tido ajuda talvez ele não estaria ali.


Última edição por WELL em Seg 4 Ago 2014 - 1:02, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Tifa
Odin
Odin
Tifa

Feminino Idade : 23
Mensagens : 357

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQui 31 Jul 2014 - 22:02

Jaina olhava para Jhaeson, mas não prestava tanta atenção quanto deveria, ele falava e falava, mas ela só conseguia pensar nas coisas que poderia vir a acontecer.

— Tudo bem, essa raiva é natural e blá blá blá, isso tudo eu já percebi, mas quando acaba? Estou tentando ser paciente, mas está meio difícil. — Jaina falou olhando para suas mãos enquanto as fechavam fortemente.

Naquele momento Jaina sentou-se em um pequeno muro que estava ao lado dela, cansada e já que não queria mais só bater papo, tentou aguentar mais um pouco aquilo tudo.

Para Jaina, a impressão que Jhaeson lhe passava, era de ser um homem um tanto que ignorante por suas palavras, mas ainda sim aparentava estar interessado na situação dela, ela por um segundo até colocou-se a rir, pois ele lembrava um pouco o jeito de seu tio. 

— Olha, gostei de você, não falou nada sobre si mesmo, mas mesmo assim é um ser adorável. — Disse Jaina rebatendo as palavras dele e tentando melhorar o clima. — Mas enfim, sobre “a fera interior lhe dominar”... O que seria, ou melhor, como seria isso? Já matei muitos lobisomens e os vi se transformarem, mas como não era eu, não tenho como saber o que realmente acontece, você pode me explicar? — O olhar de Jaina se mantinha sincero e firme ao de Jhaeson.

E antes que Jhaeson desse uma resposta Jaina logo emendou:

— E não precisa ficar nervoso com meus pensamentos sobre o que posso vir a fazer depois, estou pensando melhor sobre isso, talvez esse seja meu fim como uma caçadora, eu não sei ainda, no momento estou com tanto ódio dessa situação que sinto vontade de explodir tudo. — Desabafou, mas se manteve calma.

Jaina esperava que Jhaeson a compreendesse, ela só precisava de ajuda e provavelmente sua vida de caçadora não seria a mesma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyDom 3 Ago 2014 - 11:52

Os movimentos da garota eram incertos, a qualquer momento ela poderia perder o controle. Jhaeson a viu se deslocar ate um pequeno muro  que estava a poucos metros do lado esquerdo dela, seus olhos pareciam cansados ao mesmo tempo que sua respiração parecia irregular.

Falou mais algumas coisas, uma espécie de elogio forçado como se tentasse ganhar uma confiança que não era dada mais merecida, ela fez uma pergunta interessante para todos que desejam se controlar.

― Existem muitas formas de explicar isso, sobre a fera interior é o que acontece quando você não a controla mais ela a domina, existe lendas que contam que na lua cheia vc assume a forma de um lobo e não retorna a forma humana, existe  outras que falam que e um estado onde a sede e a violência a consome é a cada noite de lua cheia vai perdendo seu lado humano, o que posso dizer é que isso não e uma coisa boa. ― Enquanto falava às palavras que ela havia matado muitos lobisomens o faria trincar os dentes enquanto os nos de seus dedos estralavam.

Respirou fundo ao ouvir as palavras seguintes sobre os dias de caçadora estarem contados isso era um fato que ela já deveria  aceitar a partir dos primeiros sintomas, Jhaeson sabia  pouco sobre os caçadores, mas o que tinha certeza era que eles não deixavam pontas soltas, quando uma "contaminação" acontecia apenas a morte era a solução, ela também deveria saber disso, apenas não queria aceitar.

Aliviando a tensão mentalmente se pronunciou:

― Irei ajuda-la no que eu puder mais apenas um alfa poderá fazer o serviço completo, você precisa entender que existem perigos que estão a sua volta e dentro de você, primeiro você terá que aceitar esta nova parte de você. ― Se aproximou dela com um olhar duro como aço.

― Segundo terá que fazer aqui um juramento, onde se compromete a não usar o que aprender contra os de "nossa" espécie, e não matar lobisomens a não ser em legitima defesa, por sua vida ou seu bando, precisará de um se quiser sobreviver, esta pronta para aceitar isso?― Olhou para ela com firmeza.


Última edição por WELL em Seg 4 Ago 2014 - 1:03, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Tifa
Odin
Odin
Tifa

Feminino Idade : 23
Mensagens : 357

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 4 Ago 2014 - 0:04

O homem finalmente começara a falar coisas que tinham um sentido para Jaina, é ela passava a entender melhor suas palavras, sentindo um pouco mais de conforto nelas.

— Sim, definitivamente não me parece uma coisa boa. — Respondeu Jaina já aceitando de uma vez por toda aquela situação.

Jaina se sentia um pouco melhor, as últimas palavras ditas por Jhaeson lhe deram tranquilidade é prontidão para o que estava por vim.

— Tudo bem, aceito essas condições e me comprometer com isso. — Falou se levantando e ficando de frente para Jhaeson. — Acho que devo te agradecer... — Jaina não sabia muito bem o que fazer ou dizer, então meio sem graça estendeu a mão para Jhaeson em um convite para um aperto de mãos. — Então... Onde encontramos um alfa? — Finalizou ainda com a mão estendida esboçando um pequeno sorriso frio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 4 Ago 2014 - 15:19

Jhaeson olhava a reação da garota chamada Jaina, em alguns momentos ela parecia sincera, outros confusa e quase sempre parecia esta mentindo, talvez não para ele mais até mesmo para ela, os batimentos dela oscilava não para uma mentira mais pra uma duvida.

Ela havia concordado com os termos, mais será que havia entendido de fato o seu significado, ela ergueu a mão para ele, Jhaeson a olhou por um tempo, é depois seguiu para a mão dela, a segurou firme. Ela  emendou perguntando sobre onde encontrava um alfa quando  Jhaeson falou:

― Não me agradeça ainda... Se não conseguir se controlar ou se ameaçar alguém do meu bando eu te mato! — Segurando a mão com firmeza em um aperto seus olhos brilharam amarelo por apenas uma fração de segundos.

Após alguns segundos ele a soltou, viu que a noite havia caído, e seria  perigoso para ela esta ali.
― Você não esta pronta pra conhecer um Alfa, eu ajudarei neste primeiro momento, se você se mostrar merecedora irei leva-la até um, agora vá para seu apartamento, e fique lá dentro  evidente olhar para a lua... Nós encontraremos novamente, pegue. — Retirou de seu bolso um cartão e entregou a ela.

― Este e meu numero, me ligue amanha, e iremos começar com seu autocontrole.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Tifa
Odin
Odin
Tifa

Feminino Idade : 23
Mensagens : 357

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 4 Ago 2014 - 17:04

Jaina já se sentia disposta e tranquila, as palavras ditas para Jhaeson foram sinceras a todo momento e agora as coisas começariam a mudar.

O homem a ameaçou sobre se houvesse algum confronto dela com seu bando e ela viu por um curto momento os olhos dele brilharem. "— Não farei isso, nunca fui fã de lobos, mas tenho caráter e ética para não ferrar alguém que me ajudará em algo tão importante." — Pensou Jaina franzindo a testa, achando melhor guardar aquele pensamento apenas para ela.

— Ok. Farei o que me pedir, então até amanhã. — Falou guardando o cartão que lhe foi dado em seu bolso da jaqueta.

Virou-se e deixou o homem no beco, retornando a rua movimentada, seguiu para seu apartamento, estava mais calma, os barulhos ainda lhe afligiam os ouvidos, mais agora não tão intensos.

Seus pensamentos dançavam em sua cabeça, agora tudo o que ela fizesse ou a forma que agisse seria crucial para o seguimento de sua nova vida, era impossível não pensar em seu tio, como ele convivia com isso? A lembrança dos seus pais mortos e seu tio próximo cortou os pensamentos ao chegar em seu apartamento.

Destrancou a porta e entrou fechando a mesma em seguida, jogou as chaves no sofá. No relógio não era nem nove horas quando deitou, havia passado o dia fora e nem sequer havia se dado conta disso, tudo que comera fora algumas frutas que comprara no caminho de volta para seu prédio.

Caminhando para o quarto jogou os tênis pelo chão, por alguma razão se sentia cansada, o sono parecia abater sobre ela de tal forma que bastou cair na cama para adormecer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyTer 5 Ago 2014 - 12:54

Jhaeson observou a garota se distanciar em meio às pessoas, ele não sabia se a escolha que havia feito era a melhor, mais seguiu o que seria certo, mesmo sendo lobisomens não eram animais. Retornando para rua seguiu para a pensão, a noite estava fria, adentrou a pensão e bateu na porta do quarto de Lucian.

― Pode entrar... — Falou  Lucian.

Ao entrar a porta rangeu  é Jhaeson o encontrou de costas sentado na cama, ele nao se virou para ver quem era, fechando a porta se deslocou ate a cadeira e se sentou.

― Como foi a conversa com a garota? — Perguntou Jhaeson olhando as costas de Lucian.

― Não foi como esperava, mas acredito que tenha sido da melhor forma. — As mãos de Lucian estavam cruzadas como se tentasse conter alguma coisa.

―  Cara, sabe que pode me contar o que for, esta garota... É a mesma daquela vez não é? — Perguntou Jhaeson já sabendo a resposta,

Lucian apenas balançou  confirmando, Jhaeson sabia que aquilo deveria esta acabando com ele, Jhaeson conhecia bem o seu amigo para poder dizer isso, mas como alfa ele tinha obrigações que  não poderia ser transferido a ninguém, e Jhaeson precisava contar coisas importantes.

― Lucian... Tenho que contar os progressos e problemas que tive, dentre eles um que encontrei agora pouco.

Lucian se  virou para ele, seus olhos haviam se  focado nele é disse:

― Como assim encontrou agora pouco? — Perguntou Lucian.

― Encontrei um Lobisomem recente transformado, e é uma garota, você a transformou? — Perguntou Jhaeson.

― Claro que não! Sabe que não faria isso com alguém que não  tivesse outra escolha.

― Bem... Alguém fez e o pior ela era uma caçadora. — Falou Jhaeson.

Os pensamentos de Lucian se misturavam em passado e presente com aquela informação.

― E onde ela esta? O que fez com ela, você não a... Você sabe.

― Ela esta segura pelo menos por enquanto, eu não fiz nada, e se quer saber se a matei não fiz isso, achei que você se importaria demais com isso para fazer tal coisa. — Jhaeson estava com uma expressão dura.

―  Muito bem... Conte mais. — Disse Lucian.

As coisas começariam a complicar ainda mais, Lucian precisava se focar, mesmo querendo resolver sua situação com Rhiannon, mais precisaria esperar sua tarefa precisava ser realizada e a chegada de Jhaeson revela que algumas coisas terríveis estavam acontecendo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Tifa
Odin
Odin
Tifa

Feminino Idade : 23
Mensagens : 357

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQua 6 Ago 2014 - 16:00

A noite passava vagarosamente e Jaina continuava em seu sono profundo, sua mente mergulhou em uma escuridão vazia, primeiro sem nada, depois com imagens e ruídos que iam se tornando mais nítidas e claras.

Se viu de volta a sua antiga casa, na época que seus pais estavam vivos, ou em seus últimos instantes de vida. Uma imagem apareceu, talvez uma lembrança reprimida ela via tudo de um ângulo diferente do que costumava se lembrar, ali ninguém parecia vê-la, mas Jaina adulta se via em uma versão pequena de si mesma.

Ela se viu escondida no pequeno armário de seu antigo quarto, ouviu os gritos de seus pais vindo da sala e correu até eles, ao chegar viu um lobo lutando contra alguém, ou alguma coisa, que era indistinta como se fosse apenas um borrão naquela lembrança, então a sombra passou do lado do lobo enquanto o mesmo tentou morde-la, ele caiu de lado enquanto aquele vulto se lançou nas sombras da noite.

Jaina ficou paralisada, aquilo era “sinistro” demais e a cena ficou ainda pior quando viu o lobo se transformar em um homem, e este era seu tio parado ao lado de seus pais mortos, se ajoelhou completamente nu e chorou enquanto via a pulsação dos dois, seus olhos injetados em vermelho lamentou a cruel verdade, que eles estavam mortos, então seus olhos brilharam amarelos correu até a porta e antes de sair já havia se transformado novamente em um lobo, correndo e uivando.

Jaina acordou do seu “pesadelo”, ficando atordoada e em choque, sentou-se na cama abraçando todo seu corpo que tremia como se aquele medo daquela época retornasse em seu corpo, suor escorria de seu corpo, lágrimas desciam de seus olhos involuntariamente. Se questionou como não conseguira lembrar daquelas lembranças até aquele momento, teria ela bloqueado e reprimido aquilo? Ainda era noite.

"― Que sonho foi este..." ― Pensou Jaina sentada na cama enquanto seu coração batia acelerado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyDom 10 Ago 2014 - 21:02

As coisas começariam a complicar ainda mais, Lucian precisava se focar, mesmo querendo resolver sua situação com Rhiannon, mais precisaria esperar sua tarefa precisava ser realizada e a chegada de Jhaeson revela que algumas coisas terríveis estavam acontecendo.

Jhaeson contou o que aconteceu quando saiu do quarto e deixou Lucian e Rhiannon sozinho que  tinha tomado um café e parou observando as redondezas quando a  mulher o atacou, ele a lançou para um beco escuro para que ninguém os visse é se preparou para acabar com ela, pensou que fosse um bando inimigo.

Mas percebeu os sintomas dela, os primeiros  efeitos após a mordida, descobriu que ela era uma caçadora e que havia matado um alfa, isso trouxe surpresa para Lucian.

— Ela acabou com um alfa, sozinha? — Isso era um feito difícil ainda mais sendo humana.

— Parece que sim pelo que ela falou, mas ela não esta conseguindo se controlar, mas acha que pode usar isso para caçar. — Falou Jhaeson para Lucian que parecia atento.

Do lado de fora a noite ia se perdendo enquanto a conversa se seguia, dos dois volte e meia os olhos de Lucian perdiam o foco como se quisesse esta em algum outro lugar.

— Lucian... O que aconteceu entre você e a garota? Você não esta atento sabe que um relacionamento fora do bando e proibido, mesmo assim estava se deixando levar por isso. — Além de preocupado a voz de Jhaeson havia reprovação.

— Eu melhor do que ninguém sei disso Jhaeson! Mais não podemos controlar o que sentimos, tanto é que nossa própria mudança ocorre por causa desses sentimentos, lembra como você era no começo... Aquela fúria, o que fazia. — Lucian não queria tocar em antigas férias, mais para entender as vezes precisava de uma comparação profunda.

Desta vez foi o rosto de Jhaeson perder a cor como se o golpe lhe afligisse dor  física, e isso  acabou frustrando ainda mais Lucian por fazer isso.

— Desculpe Jhaeson... Não estou bem.

— Não se desculpe e verdade, mas você não pode se da ao luxo de não se sentir bem, nossa tarefa e especifica o momento esta chegando, e você pode sentir isso, minhas viagens me trouxeram aqui, assim como você.

Os dois se encaram por alguns segundos, quando Jhaeson suspirou fechando os olhos e disse:

— A mulher quer conhecer o alfa, mas disse que ajudaria primeiro, você fica na sua e faz o que veio fazer aqui, se ela se mostrar uma ameaça eu acabarei com ela, espero que possa entender que não podemos ter distração, mas com sorte ela pode ser útil. — Falou Jhaeson com uma voz firme.

— Entendo... Mais se ela se mostrar útil e uma pessoa de algum grau de confiança quero conhecê-la, e ajudar a completar sua concentração para se controlar, você viu a Rhiannon quando voltou? — Falou Lucian para Jhaeson.

— Não a vi, mas espero que se concentre não decepcione seu pai ou o bando Lucian, eles depositaram em você um legado, sei que o fardo e grande é que não esperava isso mais não havia escolha. — Se levantou Jhaeson da cadeira caminhando até a janela.

— Não se preocupe! Eu não esqueci meus deveres, por isso vim  aqui provar isso com ações que pode nos livrar destes vampiros pelo menos uma parte deles. — Também se ergueu  Lucian. — Você vai ficar na pensão?

— Acho que ficarei por um tempo... Vou me registrar é cuidar da Mulher lobisomem, vamos ver o que ela tem a mostrar, se conseguir pode ser útil ao bando. — Seguiu para a porta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Tifa
Odin
Odin
Tifa

Feminino Idade : 23
Mensagens : 357

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 11 Ago 2014 - 21:53

Ainda sentada em sua cama, permaneceu por um bom tempo olhando para um ponto fixo, até que aos poucos foi relaxando seu corpo é mente, a adrenalina foi diminuindo e ela finalmente retornou a si.

Após seu brusco despertar, Jaina passou o resto da noite sem dormir, tinha sono, mas os flashes de seu “sonho” a perturbavam e a impediam, a cada instante que lembrava ela se forçava a se concentrar, ela não podia é nem iria esquecer o que viu, então a dúvida começava a surgir. ”― Isso seria uma lembrança real ou apenas um sonho qualquer?” ― Pensava e refletia.

Jaina apresentava uma expressão de dúvida e angustia em seu rosto, mordia os lábios e estalava seus dedos a todo momento, estava apreensiva e agitada, então se levantou e foi até a cozinha beber um pouco d’água.

No caminho, passou pela sala e logo em seguida por sua mesa onde trabalhava e notou que seu telefone piscava, então Jaina o pegou é viu que haviam várias ligações perdidas e um recado.

“― Por que não atende essa droga? Tivemos um problema, um lobisomem atacou Sandra é a mordeu, então tivemos que matá-la. Somos poucos agora e precisamos de alguém como você. Aguardo sua resposta.” ― Dizia o recado.

“― Legal.” ― Disse Jaina consigo mesma enquanto ouvia o recado de voz.

Jaina participa de uma ordem de caçadores e há alguns anos atrás lutara contra lobos ao lado de alguns que também participam, eram eles Sandra, Rick, Oliver e Marcos, que deixara o recado. Depois de um tempo trabalhando com eles, Jaina decidiu parar e seguir com sua caça sozinha mas ainda recebendo comandos diretos dos caçadores da ordem, havia muita intriga entre ela e Sandra, que era impulsiva demais e sempre estragava quase tudo em uma caça, já os outros eram bons no que faziam, mesmo assim decidiu continuar sem ninguém.

Desde que ela os deixou, eles nunca mais a procuraram, ela até ouvia falar dos feitos de alguns deles, mas nunca os encontrou de novo, e agora receber um pedido de ajuda? Isso era um tanto que estranho.

Mesmo que Jaina quisesse os ajudar, não poderia, se transformara no que caçavam e caso descobrissem isso causaria um grande alvoroço. Porém, só o fato de receber esse recado poderia significar um problema.

“― Apenas problema atrás de problema, devo ter sido amaldiçoada.” ― Pensava enquanto colocava o telefone de volta sobre mesa e pegava seu copo d’água.

Terminando de beber, voltou para seu quarto e se jogou na cama, seu corpo estava exausto mas sua mente não parava de trabalhar, ficou deitada até que pegasse no sono.
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 18 Ago 2014 - 11:22

Abrindo a porta, Jhaeson deixou a luz opaca do corredor adentrar, a madrugada estava terminando o dia logo iria nascer a mulher chamada Jaina logo iria ligar para ele, mas ele precisava descansar, fechou a porta  atrás de si deixando Lucian sozinho em seu quarto.Desceu as escadas ate a recepção e tocou a campainha, um pequeno sino sobre a mesa, de uma porta dos fundos surgiu um senhor de meia idade.

O homem falou das normas e da política da pensão ainda sonolento, deveria ser um dos funcionários dos donos, seus olhos estavam vermelhos,e Jhaeson compreendia aquele cansaço, após se apresentarem o homem passou um caderno de registro, onde Jhaeson assinou seu nome, pagando sua estadia com dinheiro.

― Aqui esta suas chaves senhor.... Ficará no quarto vinte um no final do corredor.
— Bocejou entregando as chaves a Jhaeson.

Sorrindo se virou e subiu as escadas, seu semblante estava cansado, não havia dormido descendentemente desde que havia chegado na Grã Bretanha, é antes disso seu sono estava sendo muito superficial, é precisava descansar urgentemente. Entrou no quarto escuro, o lugar tinha cheiro de madeira envelhecido.

O lugar não possuía muita coisa, alguns poucos móveis, um banheiro e uma cama, para Jhaeson era tudo que precisava, não acendeu nenhuma luz, seus olhos o permitia ver com clareza naquela luz fraca da noite, fechou a porta trancando-a, tirou os sapatos jogando no chão, fez o mesmo com a camisa e a calça ficando apenas de cueca, e se deixou cair pesadamente na cama.

Não demorou para que seus olhos pesassem,  alguns minutos depois estava envolto no véu dos sonhos, ele se via com uma mulher, seu rosto era neutro mais belo, sua postura rígida, tudo nela era único, de repente um outro homem surgia em seu sonho vindo do nada, ele era alto é forte, longos cabelos, segurou no braço dela é a puxou para trás de si como um protetor.

Imediatamente, Jhaeson se colocou  a frente, revelando suas presas,garras é olhos amarelos, o homem fez o mesmo, a mulher não se assustara ou se movera, ficou atrás do homem como se tivesse em um transe,  Jhaeson  parecia conhecê-la, ele avançou contra aquele homem, mas foi arremessado com brutalidade contra alguma coisa sólida, se levantou atordoado, sua boca se mexeu rapidamente como se falasse algo mais nenhum som se escutava.

Jhaeson despertou ofegante, suas garras, e presas a mostra e seus olhos brilhando dourado, como se fosse ouro derretido , respirando fundo, tentou controlar a respiração.


“― Mais uma vez este sonho... O que ele significa?”

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySeg 8 Dez 2014 - 9:56



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly



Como um bom telespectador, apreciava observar os personagens; seus desejos, seus receios, a forma que traçava cada objetivo. Não serei hipócrita de dizer que a parte que mais adorava era um final feliz... Honestamente, tinha nojo disso. O caos, o derramamento de sangue, as traições, as alianças, tudo em prol de um objetivo obscuro... Tudo em nome da sobrevivência. Eu? Eu sou uma sobrevivente que se alimenta do medo e da solidão, observando tudo atentamente, nos mínimos detalhes, até achar algo interessante para se fazer.

Recordei da noite que aquele homem galante apareceu em minha frente oferecendo a sua companhia. Não era tola, ao contrário de vários vampiros, sabia muito bem que aquele homem tinha algo sombrio guardado dentro de si, algo tão obscuro que nem mesmo eu conseguiria decifrar... Mas poderia muito bem observar? Resolvi sumir, desaparecer, deixar que minha presença ficasse anônima em toda tragédia grega, na tentativa de descobrir um motivo plausível para cada peça que estava sobre a mesa.  

Os passos solitários de meu salto tocando o asfalto era o único som audível pela rua iluminada somente pela lua. Grã-Bretanha, palco de várias guerras e derramamento de sangue desnecessário. Lembro-me da cavalaria e seus soldados empunhando espadas para proteger o reino de um ataque inimigo – aquela fora a ultima visita que tive. Agora, perambulava pelas mesmas ruas, afetadas pelo tempo e pela modernização. O ruim de ter uma vida eterna, é ver algo belo se dilacerar por conta de vontades egoístas, e infelizmente, este novo mundo estava recheado de humanos emprestáveis.  

Parei no meu destino, apreciando a parede solida em minha frente. Pelo menos algo bom durou tanto tempo. Toquei com a ponta dos dedos os tijolos chegando até as letras nele esculpida.


“Tal qual um vampiro beija...”

Proferi em um tom rouco, com os olhos fechados, apenas sentindo cada palavra tomar conta do meu ser. Era hora de sair das sombras, e finalmente mover as peças do meu tabuleiro.


I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do

Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQua 10 Dez 2014 - 21:24



O pensamento de Jhaeson estava confuso enquanto tentava lembrar de mais detalhes sobre seu sonho,  mais tudo que conseguiu foi se frustrar desistindo de permanecer na cama, Se levantando foi ao banheiro tomou um banho, o dia já estava nascendo, se trocou e saiu para o ar gélido da pensão.

Enquanto caminhava analisava o lugar conhecendo as redondezas, Jhaeson aprendeu da pior forma como era ser surpreendido por não está preparado, algumas lojas começavam a se abrirem lentamente, logo a mulher Lobisomem ligaria para ele. Tudo que ele precisava fazer era se preocupar era com a tarefa que fora incumbido de fazer mais isso se tornava cada dia mais difícil.

Enquanto isso Lucian tentava se controlar para não ir até o quarto de Rhiannon colocar tudo em pratos limpos, mais ele sabia que as palavras de Jhaeson eram verdadeiras, ele tinha muitas coisas a perder ao se deixar levar por aqueles sentimentos, seu futuro já estava decidido o que precisava fazer era mostrar seu valor mais isso não seria tarefa fácil, ser forte o bastante para conseguir atender as expectativas de seu pai era um desafio, talvez grande demais.

Lucian havia acordado cedo como de costume, se arrumou é fez sua corrida matinal para aquecer o corpo e deixar seus sentidos alertas, mais um sentimento estranho lhe apertava o peito, como se algo não se encaixasse mais o que poderia está causando isso... Ele desconhecia a razão mais aprendeu a não ignorar seus instintos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQui 11 Dez 2014 - 17:56



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly


Não demorou para eu que retornasse ao hotel que havia me hospedado. Ignorei o “boa noite” da sorridente recepcionista, adentrando o elevador. Estava na hora de eu me esconder na minha toca, aguardar o sol desaparecer para que novamente me entregasse à noite. O preço da eternidade era se entregar a escuridão, e eu fui forçada a me adaptar a isto.
 
A porta de aço se abre, e em passos lentos parei de frente para a porta, colocando o cartão magnético, destrancando a fechadura. Provavelmente descansaria e no dia seguinte solicitaria para informações para algumas das pessoas que fiz questão de hipnotizar. Ter escravos trabalhando para mim era delicioso, ainda mais quando batiam na minha porta cortando os pulsos e oferecendo o seu sangue. Gostava da sensação de poder sobre os seres humanos, adorava domá-los e em seguida descarta-los.
 
Fechei a porta atrás de mim, encostando-me na mesma cruzando lentamente os braços rente ao busto. A face sem nenhuma reação, mesmo sentindo um certo nojo do cheiro que estava em meu quarto. Notei sua presença assim que pisei no saguão do hotel, e não faria questão de fixar território. 

O que fazes aqui?


I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do

Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQui 11 Dez 2014 - 21:01



Jhaeson havia  chegado a Grã Bretanha  seguindo uma pessoa, ela talvez possuísse a informação que ele precisava para virar o jogo para os lobos, mais isso se jogasse da forma correta, seguindo até um hotel, distante da cidade, mas possuindo um certo luxo, observou a redondeza o sol nasceria em alguns minutos, seria o momento perfeito para uma visita.

Subindo ate o terceiro andar através de uma antiga arvore adentrou pela janela, ele sabia de quem era aquele quarto ele só precisava esperar logo chegaria o momento do encontro, se sentou em uma das poltronas e aguardou, se serviu de uma dose de licor.

Um som metálico indicava que havia chegado quem ele esperava, entrando lentamente fechando a porta em seguida, sem nenhuma surpresa pareceu saber que havia alguém ali, encostou na parede cruzando os braços tranquilamente, seu olhar era afiado quando perguntou:― O que fazes aqui?

A forma antigada de falar apenas revelava o quão antiga era, mais isso não intimidava Jhaeson, ele sorriu colocou o copo na mesinha do lado da cama e se levantou.



GRÃ- BRETANHA - Página 5 Jhaison

― Você deve saber que venho te seguindo a algum tempo, deixei que meu cheiro fosse sentido por você propositalmente, mais isso não parece nenhuma surpresa pra você, sabe que poderia matá-la não e mesmo?

A voz de Jhaeson era grave seus olhos estavam frios, assim como mortais, mais sua voz era suave, o que aconteceria deste encontro? Lucian logo teria que enfrentar suas batalhas mais difíceis, e Jhaeson precisaria garantir que ele teria uma chance de sucesso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySex 12 Dez 2014 - 11:40



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly


E como esperado, as peças estavam se movendo. Chegar a Grã-Bretanha fora o primeiro passo, depois eu fiz questão de liberar uma porcentagem da minha áurea para qualquer ser sobrenatural por perto a percebesse, e fora isso que aconteceu. Senti seu cheiro no meu encalço esperando a ocasião perfeita para agir.

Fizera muito tempo desde a ultima vez que encontrei com aquela espécie, e as lembranças não eram nada boas para ambas as partes. Isso sempre acontecia quando dois rivais naturais se encontravam: morte e destruição.

Fitei-o nos olhos, sem desviar, apenas o encarando de uma forma impassível. Ao finalizar suas palavras de forma objetiva, sem um pingo de educação – aquela era a marca registrada de qualquer “cachorro”. Desencostei da parede, aproximando em passos lentos e elegantes até o homem ficando em poucos centímetros do mesmo. Meus braços permaneciam cruzados e meu olhar altivo.



Se quisesses realmente me matar, já teria o feito. — Cada palavra proferida estava em um tom calmo e um sorriso cínico brincava em meus lábios carnudos.

Vire-me em direção da poltrona, sentando-me e cruzando as pernas em seu processo. Ficar em quatro paredes com um lobisomem não era algo que apreciava. Seu cheiro impregnava facilmente, o que me deixava descontente. Iria aguentar por alguns segundos, já que pelo visto ele queria alguma coisa.


Fico surpresa que sua espécie ainda está caminhando pela terra. Repousei a mão sobre meu queixo. — Mas, voltando ao que interessa. O que queres de mim? Não veio aqui só para me ameaçar, não é mesmo?


I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do



Última edição por Panda q em Ter 16 Dez 2014 - 8:42, editado 2 vez(es) (Razão : Arrumando imagem)
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySex 12 Dez 2014 - 12:55



As palavras de Jhaeson parecia causar medo na mulher, como todos os vampiros ela era atraente, sedutora assim como elegante se aproximou dele ficando a poucos centímetros de sua face, se pronunciou com sua voz melodiosa, o que falara era verdade se a quisesse morta já o teria feito, mas o que ele desejava dela era mais importante.

apôs alguns segundos se direcional a poltrona que  Jhaeson estava sentado e se colocou a sentar se ajeitando de forma a revelar suas longas e belas pernas, o sorriso ainda estampava sua face, seguiu com suas palavras. A resposta veio imediata e firme.

— Minha espécie sempre existirá enquanto a sua não for extinta, não se iluda e acredite que os lobos estão acabados vampira… Você pode ter uma bela surpresa.— Falou jhaeson se virando para ela.

O cheiro adocicado dela preenchia aquele ambiente fazendo o nariz de Jhaeson arder, mas mandando a postura não revelou seu incomodo, se aproximou da vampira e sentou na cama.

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Jhaison2


— O que quero de você, “Aiko” e bastante simples, venho seguindo seu rastro a muito tempo, sua presença imortal não e a única pelas redondezas, vi que você fugiu do hotel Royal Crescent, depois não retornou mais… O que a fez vim para o lado oposto de lá?— As palavras era confiantes, Jhaeson estava arriscando muito mais não era hora de ser prudente mais apenas inconsequente.

A pesquisa que levantara sobre a vampira fora util, ele sabia com quem estava lidando, mas será que ela sabia com que tipo de pessoa ela estava se confrontando, qualquer que fosse a resposta Jhaeson já estava convicto do que fazer.

GRÃ- BRETANHA - Página 5 2wdvxon


— Sugiro que não me enrole, se não percebeu o sol esta quase nascendo e neste período que vocês ficam mais vulneráveis, posso facilmente acabar com voce se assim o quiser, suas opções estão escassas.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySab 13 Dez 2014 - 16:17



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly

Minha espécie sempre existirá enquanto a sua não for extinta, não se iluda e acredite que os lobos estão acabados vampira… Você pode ter uma bela surpresa.— Sinceramente, minha opinião era contrária da dele. Sempre haverá guerra, sempre haverá mortes, e sabia muito bem que algum plano estava sendo arquitetado para que definitivamente aquela raça fosse extinta. Porém, não estava com vontade de discuti-las com um simples lobo.
 
Observei-o sentar-se na cama, não gostei daquilo. Nota mental: trocar de quarto. Era impossível descansar quando alguém sabe onde você dorme e ainda mais quanto seu cheiro estava sobre o lençol.
 
Então, ele finalmente fora ao ponto. Queria saber o que acontecera no Roayl Crescent. Não fiquei surpresa e sim intrigada. O que um lobo estaria perdendo seu precioso tempo tentando descobrir o que acontecera naquela noite? Resolvi guardar essas coisas para mim, sem deixar nenhuma pista em minha face impassível. Era o tipo de pessoa que tinha vários pensamentos, mas que conseguia muito bem atuar na artimanha de não demonstrar um resquício de interesse ou sentimento. Alguns vampiros se entregam a intensidade das coisas, outros apenas os renegam.



Uau, pelo jeito fizera a lição de casa, lobinho. – O sarcasmo imperava em minha voz, para mim aquilo tudo era um tipo de jogo, que em modéstia parte, eu sempre ganhava.
 
Retirei a mão sobre meu queixo repousando sobre minha coxa em um ato automático, encarando aqueles olhos que deveriam me deixar com medo, mas não deixavam. Tinha centenas de anos de experiências das quais me orgulhava e me torturava, e uma coisa que o poder da imortalidade me deu era não temer nada.
 


E por que eu daria qualquer informação para você? Se veio até aqui para isso, sinto lhe dizer, mas não irá obter nada.
 
Então, como sempre, a ameaça. Sorri com os lábios selados, descruzando as pernas e levantando-me vagarosamente, sem pressa. Virei-me de costas para ele, levando a mão direita até o zíper e o desci, deixando minha coluna nua.

E eu sugiro que se retire. Estou cansada e entediada de mais para ouvir suas ameaças. Acho que não me conheces tão bem quanto aparenta. Refaça sua lição de casa sobre a mim, e quando realmente aprender, saberá o que fazer. – Dito isso, deixei com que o vestido caísse até meus pés e caminhei até o banheiro.

Não apreciei aquela conversar. Honestamente, invadir meu quarto e encher de ameaças era o que mais detestava e geralmente fazia questão de dificultar o trabalho alheio. Esperava realmente que ele desaparecesse e assim me daria o que tanto quero.

I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do



Última edição por Panda q em Ter 16 Dez 2014 - 8:41, editado 2 vez(es) (Razão : Arrumando imagem)
Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyDom 14 Dez 2014 - 19:51


A vampira não parecia se assustar com nada, afinal o que temeria um ser imortal, mesmo diante de seu inimigo natural. O sarcasmo era carregado em sua voz, o que quer que ela achava que era aquilo para ela não parecia importar ou fazer diferença.

Os olhos de  Jhaeson apenas a observava enquanto os olhos dela se fixavam nos seus, em sua mente lembranças de antigas historias surgiam ao recitar o nome da vampira em sua mente, lembranças que ouvira do bando.

Saiu de seus devaneios assim que ela o questionou o que ganharia em passar a informação, ela parecia saber alguma coisa mais não estaria disposta a oferecer de bom grado, então alguma ação teria que se fazer necessária, seus lábios se alargaram ainda mais diante do silencio de Jhaeson se levantando passou por ele dando-lhe as costas com uma leveza surreal alcançou o zíper de seu vestido, com um leve puxar deixou o mesmo escorrer sobre seus pés.

Os olhos de Jhaeson não recuaram, em seguida ela falou para que ele se retirasse, talvez achasse que suas ameaças eram furadas, ele precisaria mostrar que havia outras formas de ameaça além torturar ou matar, ela disse que ele não a conhecia e que deveria refazer a lição, mais o que ela não sabia é que ele sabia mais do que esperava sobre a vampira. Caminhando ate o banheiro, ainda sentado Jhaeson falou:

GRÃ- BRETANHA - Página 5 2wdvxon

― Espere!  Aiko Kölsh Leistkows. — Pronunciar o nome completo fora um desafio.

O nome veio como um flash ao lembrar do ocorrido em um povoado, onde uma família fora morta sobre o pretexto de magia negra, eram uma família nobre e isso casou um reboliço nas regiões próximas, de toda a família apenas uma filha escapara, a mesma criança que retornou anos depois para obter sua vingança.

Sozinha ela matou todos daquele povoado, homens, mulheres, idosos e crianças sem restrição todos foram mortos, apenas uma criança escapara a mesma que contou a população do vilarejo próximo mais que não acreditaram apenas um homem acreditou e este era um lobisomem...

A pista que ele estava esperando era este, ele estava seguindo um vampiro que estava causando caos por vários lugares criando distração por algum motivo enquanto realizava algum plano sombrio...

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Jhaison2

― Eu conheço sua história... Como sua família foi julgada é morta por serem acusados de praticarem magia negra. Você sabe como este boato ocorreu? Ou como você se transformou em vampira? —Falou Jhaeson mesclando verdade e hipóteses para despertar uma parte esquecida na mente da vampira... Pois se ela foi transformada com tais sentimentos em seu interior isso não iria desaparecer ao saber que ainda havia mais coisas por trás.

GRÃ- BRETANHA - Página 5 2hx368n

― Talvez as informações que procuro seja parte de sua história, a pergunta que fica no ar é, você vai querer descobrir quem e o seu verdadeiro inimigo ou acreditará que o povoado que massacrou eram aqueles que deveriam punir?

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Dhio
Nornas
Nornas
Dhio

Masculino Idade : 36
Mensagens : 14

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQua 17 Dez 2014 - 23:19

Esgueirando entre as ruas e becos no meio da noite, dormindo em locais públicos e junto consigo sempre atento na sua mala com alça em seu ombro, contudo tinha dinheiro para comer e beber sem muita preocupação. Sempre sozinho, viajou do México até chegar a Grã-Bretanha, no momento apenas seguia seu instinto que parecia uma bússola indicando os caminhos que necessita chegar, tal destino o levou para esse ambiente, até por que não tinha nenhuma intenção por essa ilha, quem sabe alguma coisa forte o chamou por um motivo maior. No momento nem gostava de companhia, não conseguia controlar sua besta e por isso naquela etapa já não tem vontade de ter sangue em suas mãos novamente.


Agora Carter caminha pelas ruas, observando tudo sua volta, até aproveitando um pouco a Grã-Bretanha, tendo um jeito diferente de seu local de origem. Continuando na sua caminhada, localizou um bar realmente pobre e velho, o típico local que gosta, adentrando sem muita cerimônia, sentiu encaradas na qual ignorou, suas roupas sujas e maltrapilhas, dava a impressão de ser um mendigo. Nisso foi até o balcão e colocou o dinheiro sobre ele, um jeito de provar que pretendia pagar. Assim apenas apontou a cerveja e a comida que desejava e esperou até ser servido, enquanto aguarda começa tomar a bebida que já foi dado.
GRÃ- BRETANHA - Página 5 Carter_zps38c27534
Voltar ao Topo Ir em baixo
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQui 18 Dez 2014 - 11:31



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly

Atravessei a patente do banheiro vislumbrando a banheira que estava preparada com agua quente aromatizada e espumas. Pensaria se poderia recompensar minha serva pelo trabalho eficiente, não antes, de claro, dispensar o lobisomem que ainda estava no apartamento. Erguei a perna direita, tocando levemente a ponta dos dedos sobre a água aprovando sua temperatura. Por fim, afundei um pé e depois o outro, deitando sobre a banheira branca de olhos fechados com o a cabeça apoiada em uma toalha.

Escutei os passos do homem vindo em minha direção, e então, o meu nome fora proferido em seus lábios. Apenas franzi o cenho desgostosa. Fazia tanto tempo que não usava e muito menos escutava meu sobrenome, na realidade, preferia não pensar no meu nome na época que era humana, já que tecnicamente aquela humana estava morta.

Infelizmente o lobo parecia determinado, desviando de ameaças e falando sobre meu passado. Não sabia quem era meu criador e não tinha interesse em agradecê-lo pela transformação, ou até mesmo por fincar minhas unhas bem-feitas em seu pescoço e dilacerá-lo.
 


Parabéns, nota 10 pelo seu estudo minucioso sobre o meu passado. — Abri as pálpebras preguiçosamente, fitando-o sentado.
 
Mas aquilo não era o fim. Ele continuou, e por um momento, percebi que ele estava tentando de alguma forma atrair a minha atenção para tudo que poderia acontecer, não deixando, é claro, de tentar reviver o ódio que eu possuía por todos aqueles que destruíram a minha vida. Ódio estes que eu ainda tinha, ódio este que revivia a cada segundo a cada momento.
 


Está muito determinado a ponto de utilizar a minha vingança para que eu possa te ajudar.  — Parei por um momento, analisando-o. — Não preciso ser manipulada para passar informações, eu preciso de garantias, criança. — Dobrei a perna direita, passando a mão delicadamente na minha pele. — Marque um encontro com o Alpha, e sentaremos em uma mesa para negociação. Sem isto não passarei nenhuma informação que seja do seu interesse.  

I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do

Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyQui 18 Dez 2014 - 23:02


Parando no batente da porta entre aberta, esperou por alguma resposta da vampira, existia um proverbio antigo que dizia: “ O inimigo do meu inimigo é meu amigo”, para Jhaeson em troca de vencer um mal maior, mesmo que para isso tivesse que trabalhar com vampiros era um risco que ele estaria disposto a pagar.

Após alguns segundos o som de água preenchia os ouvidos do lobisomem, assim como o vapor que dominava o lugar, um aroma de rosas podia se sentir, era como se ela estivesse relaxando sem se preocupar com um inimigo natural a poucos metros dali.

A voz da vampira soou surpresa é ao mesmo tempo distraída, parabenizou Jhaeson por saber seu passado, mas a verdade era que tudo havia sido apenas coincidência; ou talvez não? A voz assumiu um tom mais sério, tocar no ponto da vingança foi um sucesso, mas não completamente, ela conhecia bem o truque de usar as ferramentas que se tem.

Ela queria garantias é ganhos, algo que Jhaeson não poderia oferecer, sua própria vida estava em risco enquanto a água escorria ao se mover na banheira ela disse que queria um encontro com o alpha,  para uma vampira estava bem informada, mas Lucian não poderia se envolver nisso, não ainda, não com seu coração em dúvida.

― Você terá que resolver comigo... Mais lhe digo a garantia que busca não existe, como alguém que já viveu nada seria suficiente a você, mais posso propor paz, mesmo que seja uma paz parcial de seu passado, o que quero é o mesmo que você. Vou me retirar mais voltaremos a nos cruzar, é espero que esteja mais cooperativa.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyDom 11 Jan 2015 - 18:53



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly

No fundo, eu sabia que terá um momento que cada ser imortal ou até mesmo mortal escolherá um lado, ou, caso não se decidir ficará entre o fogo cruzado. Se os lobos estavam tão exaltados a ponto de pedir ajuda ao seu inimigo natural, com certeza, nada de bom estaria por vir. Pensando nisso, talvez, eu pudesse ajudar, mas isso estava fora de cogitação no momento. Se nada tenho a ganhar, por que daria o meu auxílio de graça? Mesmo que não tivesse nada a perder, pois já havia perdido tudo, tinha minhas vontades e meu próprio plano.

Ouvindo o jovem lobo, ele estava um pouco receoso… Provavelmente porque toquei no “Alpha”, sinceramente, o líder que deveria procurar seus aliados e não um simples capacho como aquele que estava em meu quarto. Precisava movimentar uma peça em meu tabuleiro, e o cachorrinho não estava me ajudando muito.



Quando o Alpha decidir sair da sua pequena toca, talvez eu possa fazer um trato com vocês. — Fitei-o nos olhos. — Não posso confiar na palavra de um simples subalterno que nem ao menos tem a educação de se apresentar. — Apontei para a saída com voz calma. — Quando voltarmos a nos encontrar, talvez seja tarde demais. — Deixei um ar de mistério na ultima frase, observando se afastar até perdê-lo de vista.

Pela primeira vez naquele dia pude finalmente fechar os olhos e relaxar na banheira. Se passaram alguns minutos quando atravessei a batente da porta colocando o roupão sob meu corpo caminhando até a minha cama e jogando-me na mesma.

O sol estava onipotente sobre o céu, o que significa que precisaria descansar até que a lua tome seu lugar. Quando finalmente a noite reinar, será a hora de dar a largada. Aquele seria o palco de uma chuva de sangue… Eu podia pressentir.

I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do

Voltar ao Topo Ir em baixo
WELL
ReciterMan
ReciterMan
WELL

Masculino Idade : 30
Mensagens : 1977

Mundo RPG
Level:: 0
Experiência:
Nivel do Elemento::

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptyTer 13 Jan 2015 - 21:16



As últimas  palavras da vampira foram afiadas, ela questionava o poder de um Alpha, mas o que ela não sabia era que aquela negociação não era um trato com o atual Alpha mais seu predecessor, sobre ele ser apenas um “subalterno” poderia ser verdade aos olhos de todos, mas Jhaeson fora criado quase como irmão de Lucian, o que lhe dava grande autonomia e força diante dos demais, assim como tinha a chance de auxiliar o Alpha.

Suas últimas palavras foram incisivas, questionando se haveria uma outra oportunidade, mas o que ela não sabia era que aceitando ou não ela já era uma peça no tabuleiro, colocada para semear confusão e duvida, com as palavras de Jhaeson isso a motivará a fazer alguns movimentos e estes movimentos ditaram o ritmo daquela dança mortal.

Dando as costas Jhaeson não falou mais nada caminhou lentamente para fora do quarto fechando a porta, e seguindo para a rua, o sol estava começando a despontar no horizonte, mesmo entre as nuvens é o vendo frio que soprava naquela cidade, o lobisomem não sentiu nenhum arrepio ao ser chicoteado pelo vento.

Caminhou pela cidade que se movimentava juntamente com o amanhecer, tantas pessoas, tantos aromas e cheiros, aquilo deveria ser um terror para um olfato apurado, mais os lobisomens não são fracos a este ponto um lobo treinado consegue filtrar os cheiros e ativar seu olfato quando desejar, a não ser que alguns cheiros muito estranhos o chamem atenção.

Foi o que aconteceu enquanto passava por alguns dos estabelecimentos, sabendo que evitar os instintos nunca e o melhor caminho resolveu segui-los, se aproximou do local, era um bar... Estava em péssimo estado, adentrou é observou as pessoas rapidamente, todos pareciam comuns, exceto por um.

Ele trajava roupas surradas, até sujas, seu odor para humanos poderia cheirar mal, mas mesmo aquele cheiro não era capaz de mascarar sua verdadeira essência, se direcionando para o balcão pediu uma dose de whisky, o homem bebericava e comia como um esfomeado.


“― Essa cidade está ficando realmente movimentada, a todo momento uma coisa nova acontece.” ― Pensou Jhaeson enquanto tomava sua bebida.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ssfanfics.blogspot.com
Panda q
Nornas
Nornas
Panda q

Feminino Idade : 24
Mensagens : 20

GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 EmptySex 16 Jan 2015 - 15:27



I don't mind where you come from
As long as you come to me
I don't like illusions I can't see
Them clearly

Escuridão. Gritos. Suplicas. Caminhava por um lugar fechado que eu não conseguia identificar, meus pés estavam molhados e sentia nitidamente uma pequena correnteza passar por eles. Será que era algum tipo de gruta? Um túnel, aparentemente.

Aaaaaaaaaaah! — Novamente aquele grito, parei o ritmos dos passos, olhando ao redor até que achei uma brecha iluminado fracamente por uma coloração avermelhada. Segui aquela luz até ela me iluminar por completo... Arregalei as orbes assim que pude vislumbrar o terror por trás daquele túnel. Perante a minha frente, fogo cobria um corpo carbonizado, e várias pessoas observavam aquele pequeno espetáculo. A direita, duas pessoas jogadas no chão, os corpos frágeis ensanguentados e não muito longe dali, um corpo pendurado com a corda em volta do pescoço do homem que jazia morto. Aquela era a minha família.
Ajoelhei-me no chão de terra, atordoada, tentando recuperar a minha sanidade. Aos poucos os soluços escaparam de meus lábios e uma lágrima solitária saltou de minhas orbes caminhando por todo meu rosto. Mas, logo aquela lágrima fora seguida por várias outras.

Abruptamente ergue meu corpo, recuperando o ar, escondei-me na cabeceira da cama, notando que estava no quarto do hotel e não mais naquele vilarejo. O que fora aquilo? Uma lembrança de que ainda estou viva? Ou era somente para lembrar que aquilo ainda não acabara? Eles viriam atrás de mim? Coloquei ambas as mãos sobre o rosto, estava delirando...

Pesadelos? – Conhecia muito bem aquela voz.

Não te ensinaram que é feio entrar sem ao menos bater na porta? — Revirei os olhos, retornando a tranquilidade. — Trouxe o que pedi?

Olá, tudo bem com você? Ah eu estou excelente, obrigado. — Ele aproximou-se, notando que a minha expressão não era nada amigável. — Ok, Anya, entendi, sem piadinhas. Trouxe, aqui está o pacote, mas não é somente isso. — Eric colocou o pacote sobre a cama, não pude deixar de franzir o cenho. — Aparentemente, a coisa está ficando séria, a ponto de um dos chefes aparecerem. —Droga. Se um dos grandes queria inspecionar pessoalmente, provavelmente aquela pequena guerra era séria, muito séria. — Sabe muito bem que se eles te encontrarem... – Suspirei pesadamente. – Eu sei... – O homem cruzou os braços. — E só para completar, acho que você deveria passar com uma cartomante. — Não pude deixar de soltar uma risada. — Não preciso que prevejam meu futuro, isso é ridículo. — O rosto dele relaxou e um sorriso malicioso abriu-se em seus lábios.  — E quem disse que seria para prever seu futuro?

I don't care no I wouldn't dare
To fix the twist in you
You've shown me eventually
What you'll do


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: GRÃ- BRETANHA   GRÃ- BRETANHA - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
GRÃ- BRETANHA
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
(( Família :: Animes )) - Onde Todos somos uma Familia! :: Games :: RPG :: RESUMO (Origin living in the night) :: Origin( Inicio do RPG)-
Ir para: